Olá, boa noite! Hoje é domingo, 20 de maio de 2018
www.itaqui.rs.gov.br

Notícias

15/01/2018 | Segunda-feira | 12h31

Secretaria de Saúde concentra imunização contra Febre Amarela nas terças e quintas-feira

Aqueles que nunca tomaram a vacina podem se dirigir ao Centro de Saúde nesses dois dias da semana

Por Franciéli Keller

Assessoria de Comunicação


Foto: http://g1.globo.com

O Centro de Saúde já disponibilzou as terças e quintas-feira para a aplicação da vacina àqueles que viajarão para áreas de risco, principalmente com a alta temporada no litoral.

A doença ainda não tem registro no município, mas pessoas que moram em locais propícios devem ser vacinadas para evitar qualquer tipo de contagio.

 

Quem pode tomar a vacina?

A vacina está indicada para todas as pessoas de 9 meses até 60 anos de idade que não tenham nenhuma contraindicação.

 

Quem não pode tomar a vacina? Quais as contraindicações?

 1. Imunossupressão: Esta é principal contraindicação. Isso significa que as pessoas que por alguma razão estejam com o sistema imunológico comprometido por quaisquer doenças ativas que cursem com imunossupressão e/ou pelo uso de quaisquer medicamentos que levem à imunodepressão - como quimioterápicos ou corticoides em altas doses-  não devem receber a vacina.

2. Gestantes: Gestantes não devem receber a vacina da febre amarela. O vírus contido na vacina pode causar graves complicações no sistema neurológico dos bebês.

3. Alergia Grave ao OVO: Pessoas que tem alergia importante e grave ao ovo não devem receber a vacina.

4. Bebês com menos de 6 meses de idade: O vírus da vacina pode causar problemas neurológicos nos bebês pequenos. As mães que amamentam bebês com menos de 6 meses de idade também NÃO devem receber a vacina, a não ser em situações de risco muito específicas, uma vez que depois da vacina estas mães devem ficar pelo menos 10 dias sem amamentar.

 O leite deste período deve ser desprezado, o que é uma pena. Por isso, recomenda-se que mães lactantes de bebês com menos  de 6 meses sejam individualmente  avaliadas para que se possa ponderar o risco e o benefício da vacina ante a interrupção da amamentação.

 

Quantas doses são necessárias para garantir proteção?

UMA dose protege a vida toda, segundo os estudos mais recentes. Por isso, quem já tomou pelo menos UMA dose da vacina na vida NÃO precisa se revacinar, mesmo que esta dose tenha sido ministrada há mais de 10 anos.

 

Segundo o Ministério da Saúde, 19 dos 26 Estados da União já comprovaram casos da doença. Saiba quais são eles:

Norte - Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

Nordeste -Bahia, Maranhão e Piauí

Centro-Oeste - Goiás (incluindo o Distrito Federal), Mato Grosso e Mato Grosso do Sul

Sudeste - Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo

Sul - Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina

 

FONTE: Ministério da Saúde

Últimas notícias

Tamanho da letra:

  • Acesso a Informação
  • NFS-e
  • Webmail
  • Portal da Transparência
  • Portal do servidor
  • Prefeitura On-line
  • Diário Oficial Eletrônico
  • Licitações
  • Ouvidoria
  • Contas Públicas
  • Faps
  • Plano Diretor